Curry Cabral é o primeiro Eco-Hospital português

Com este novo referencial, outorgado pela TÜV Rheinland Portugal, o Curry Cabral posiciona-se agora como unidade hospitalar ecológica, segura e sustentável.

 

Num esforço colectivo, os 1.500 colaboradores daquela unidade, tiveram um papel determinante no sucesso do sistema aplicado pela TÜV Rheinland. Melhorar o encaminhamento e gestão dos resíduos, reduzir os consumos de água (até 20%) e os consumos energéticos (até 30%) são algumas das medidas de excelência ambiental e responsabilidade social tomadas pelo primeiro Eco-Hospital português.

Para além da redução dos custos e incremento da competitividade, o sistema desenvolvido pelo grupo que há seis anos desenhou o Eco-Hotel, modelo de gestão ambiental para o sector hoteleiro, visa também o cumprimento dos principais requisitos legais aplicáveis a esta actividade (norma ISO 14001).

Com vista à sustentabilidade ecológica, o conselho de administração do Curry Cabral, em parceria com a consultora SINASE, traçou como coordenadas a selecção de tecnologias que minimizem o impacte ambiental da actividade de prestação de cuidados hospitalares; a separação dos resíduos produzidos em função da sua tipologia; o cumprimento dos requisitos legais e regulamentares aplicáveis.

Este cumprimento passa pela prevenção da poluição; inclusão de requisitos de desempenho ambiental nos novos contratos estabelecidos com fornecedores; utilização eficiente dos recursos, energia, água e matérias-primas; sensibilização dos colaboradores e utilizadores do Hospital para uma postura responsável e consciente face ao ambiente.

Através deste referencial, desenvolvido e implementando por um organismo independente, os Hospitais nacionais poderão demonstrar um compromisso voluntário com a melhoria contínua da sua performance ambiental, alcançando uma confiança acrescida por parte de utilizadores, comunidade envolvente e sociedade civil.

À semelhança das restantes ISO, a certificação Eco-Hospital baseia-se num ciclo de três anos, constituído por uma auditoria de concessão realizada em duas fases, seguidas de outras duas auditorias anuais de acompanhamento. A renovação subsequente assenta num novo ciclo de três anos.

 

Origem: http://noticias.pt.msn.com/article.aspx?cp-documentid=149499498

publicado por p3es às 15:48 link do post | comentar | favorito