Viva o automóvel...

Comerciantes conseguem mudar ciclovia da Pasteleira e ganhar lugares de estacionamento

Por Marta Maia

Novo projecto prevê a redução do separador central da Rua de João de Barros e a legalização do estacionamento nas zonas onde era proibido.

A nova e atribulada ciclovia da Rua João de Barros

A Câmara do Porto cedeu às exigências dos comerciantes da Foz e alterou o traçado da ciclovia da Pasteleira. A obra, que já tinha sido iniciada e ontem chegava a meio da Rua de João de Barros, foi parada por ordem da autarquia, que aceitou reunir-se ontem mesmo com os representantes de um movimento de lojistas que pedia a alteração do projecto. Segundo os comerciantes, na reunião, na qual estiveram presentes dois representantes dos lojistas da Rua de João de Barros e dois representantes da Câmara do Porto, ficou decidido que o estacionamento deverá passar a ser permitido nos dois lados da via mais próxima das galerias comerciais, desde o início desta artéria até ao cruzamento com a Rua de João Rodrigues Cabrilho. Na outra faixa, além de manter o parqueamento já existente, a autarquia vai reduzir o tamanho do separador central, de modo a conseguir espaço para a ciclovia. Desta forma, a Rua de João de Barros vai ganhar os lugares de estacionamento há muito reivindicados pelos comerciantes sem ter de abdicar da ciclovia em construção.
A solução, proposta pela própria autarquia, surgiu depois de os comerciantes da João de Barros terem enviado uma carta ao município, pedindo a anulação da ciclovia que viria a eliminar um espaço onde o estacionamento, apesar de proibido, se faz. A autarquia justifica a proposta dizendo que "há uma vontade forte para a legalização do estacionamento no espaço onde hoje é proibido", admitindo assim que a intervenção a fazer na rua agrada a todos.


Prazos mantêm-se
"A solução foi proposta pela própria câmara, nós até tínhamos pensado em pedir para mudarem a ciclovia para outra rua", conta Sérgio Azevedo, um dos representantes do movimento de lojistas, que não poupa elogios ao "atendimento rápido e pronto" que receberam da autarquia. "Ficámos a ganhar. Não só não vão reduzir a rua como ainda vão legalizar o estacionamento que até aqui era proibido", explica, acrescentando que "em apenas dois dias ficou tudo resolvido". 
Na mesma reunião ficou combinado ainda que o prazo das obras vai manter-se, mesmo com todas as alterações previstas no projecto. "Disseram-nos que as datas se vão manter", assegura Sérgio Azevedo, reconhecendo no entanto que, "para cortarem o separador, fazerem a nova ciclovia e tirarem a que já fizeram entretanto vão ter de acelerar os trabalhos para compensar".

 

(In http://jornal.publico.clix.pt/noticia/11-09-2009/comerciantes-conseguem-mudar-ciclovia-da-pasteleira-e-ganhar-lugares-de-estacionamento-17775280.htm)

publicado por p3es às 22:58 link do post | comentar | favorito