Edifícios com auto-suficiência energética no Porto

Cada vez mais, no nosso país, se assiste à apresentação de mais projectos relacionados com a eficiência energética. É deixado aqui outro novo projecto previsto, este para a cidade do Porto.

Localização do edifício Ancoradouro é uma das suas mais-valias

Localização do edifício Ancoradouro é uma das suas mais-valias

O Grupo Mota-Engil tem em curso a construção de edifícios capazes de contribuir para antecipar os objectivos da União Europeia para 2020 no que toca à redução das emissões de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera.
O
condomínio privado Ancoradouro, junto à Marina do Freixo, no Porto, é o primeiro destes projectos, reunindo condições para a obtenção da classificação "A", pelo Sistema de Certificação Energética.
O edifício estará equipado com um sistema de colectores solares para a produção de energia térmica que vai garantir o abastecimento de água quente como fonte primária. Este sistema, desenvolvido em parceria com a
MARTIFER EnerQ, terá como mais-valia a redução do recurso às formas de energia convencional e a diminuição dos custos com a factura energética para os moradores.
No total, serão instalados cerca de 140 colectores solares. Um número que resulta de cálculos realizados em função da tipologia da construção e do consumo de referência de água quente solar pelo número total previsível de residentes – 17 550 litros/dia por 357 pessoas.
Este projecto contribui para a redução de emissões de CO2 em 302,5 ton/ano, antecipando e contribuindo para alcançar os objectivos da União Europeia para 2020, reduzindo aquelas emissões em 20 % relativamente ao ano de 1990.

Edifícios classe «A»
 O sector dos edifícios é, actualmente, responsável pelo consumo de aproximadamente 40 % da energia final na Europa. Este género de medidas de eficiência energética permite, no entanto, reduzir aquele valor em mais de metade.
A Certificação Energética, que entrou em vigor obrigatoriamente para todos os edifícios em 1 de Janeiro deste ano, segue uma escala pré-definida de sete classes (A, B, C, D, E, F e G). Nos edifícios novos, as classes variam apenas entre "A+" e "B-". A classe "A+" diz respeito ao melhor desempenho energético, potenciando economias de energia de 20 a 40% e consequentes reduções nas emissões de CO2.

Situado frente à paisagem inspiradora do rio Douro, oCondomínio Privado Ancoradouro encontra-se em fase final de construção. A localização é uma das suas mais-valias, graças às óptimas acessibilidades e à proximidade ao Palácio e à Marina do Freixo, a cinco minutos da zona comercial e de serviços das Antas.

publicado por p3es às 15:48 link do post | comentar | favorito