Dicas de Poupança Energética

Hoje deixamos aqui algumas dicas de poupança energética, que poderão começar a adoptar:
  • Em casa e na escola;
  • No trabalho (no caso dos teus pais e familiares);
  • Nos transportes; e
  • Nas compras.
Em casa:  
  • Opte por lâmpadas de baixo consumo e fluorescentes, uma vez que a iluminação numa casa é responsável por cerca de 10 a 15 % do consumo de electricidade total da habitação, o que corresponde a uma emissão anual de 450 Gg de CO2;
  • Use uma folha de alumínio entre os radiadores e a parede de forma a preservar o calor e a reflecti-lo para a casa, conseguindo melhor eficiência energética (pode comprar a folha em www.dmail.pt);
  • Escolha uma tarifa bi-horária na factura da electricidade, tornando a lavagem mais barata durante a noite;
  • Aproveite a luz natural;
  • Melhore o isolamento da sua casa (portas, janelas, paredes, tecto e pavimentos), evitando perder calor ou frio pelo tecto, janelas e portas, o que contribui para uma menor utilização do ar condicionado, aquecedores, etc;
  • Deixe o sol entrar em casa no Inverno e evite a sua entrada no Verão;
  • Utilize correctamente os sistemas de climatização regulando as temperaturas entre os 20 e os 22 ºC e feche as portas e janelas. Utilize o termóstato para regular a temperatura;
  • Desligue os equipamentos (TV, DVD, …) no botão (on/off) evitando os modos de espera (stand-by). Pode poupar até 40 € de electricidade por ano;
  • Evite consumos supérfluos, desligando os equipamentos que não estão a ser utilizados;
  • Substitua o seu cilindro por um painel solar;
  • Retire o carregador do telemóvel da tomada depois de o utilizar, visto que se não o retirar, continua a consumir energia.
  • Utilize baterias recarregáveis em vez das descartáveis.
  • Diminua em 10 C o aquecimento em casa, mantendo as janelas fechadas enquanto aquece, bem como vista roupa mais quente.
  • Desligue as luzes e aparelhos quando não estão a ser utilizados.
Na cozinha:     
  • Retire os alimentos do congelador atempadamente de forma a não precisar de usar microondas para os descongelar;
  • Use o micro-ondas em vez do fogão para aquecer a comida;
  • Evite abrir a porta do forno demasiadas vezes enquanto cozinha, pois este vai precisar de bastante mais energia para recuperar a temperatura que tinha anteriormente;
  • O seu frigorífico deve estar a uma distância de 5 cm da parede e num local fresco;
  • Não coloque alimentos quentes ou mornos no frigorífico;
  • Evite abrir a porta do frigorífico e de arcas congeladoras desnecessariamente e reduza o seu tempo de abertura.

     Nas lides domésticas:

  • Sempre que possível seque a roupa ao vento e ao sol e não use a máquina de secar;
  • Utilize as máquinas (de lavar e secar roupa) só com a carga máxima e com programas de baixa temperatura;
Nas compras: 
  • Adquira electrodomésticos com boa eficiência energética, que consomem menos energia;
  • Reutilize os sacos de plástico para ir e guardar as compras;
  • Escolha produtos com embalagens mais leves.

Nos transportes:

  • Altere o seu comportamento relativamente ao transporte. Utilize mais os transportes públicos. Ande a pé ou de bicicleta, se possível, em vez de utilizar o carro.
Na condução: 
  • Carga inútil: o peso é um dos grandes factores de consumo de combustível. Rodar com peso morto (pneus velhos, ferramentas não utilizadas, peças que foram trocadas,...) também contribui para aumentar o consumo;
  • Pneuscompre pneus mais duradouros, verifique a sua pressão pelo menos uma vez por mês, mantendo-os com a pressão correcta. Grande parte da energia necessária para deslocar um automóvel destina-se a vencer o atrito entre os pneus e o solo. Assegurar que estes mantêm a pressão correcta, reduz a energia e está a impedir o seu desgaste prematuro devido a uma maior flexibilidade ou aquecimento exagerado. Para além disso, poupa gasolina;
  • Conduza a velocidades moderadas, sem pôr o motor em marcha demasiado lenta, pois uma aceleração rápida queima grandes quantidades de combustível e produz um maior nível de poluição do que a aceleração gradual;
  • Desligue o motor em pequenas paragens: num carro posterior ao ano de 1990 torna-se económico desligar o motor numa paragem acima dos 20 segundos. Em modelos anteriores, apenas quando a paragem é superior a 1 minuto.
  • Evite as viagens de automóvel desnecessárias. Assim, está a ajudar a reduzir a poluição provocada pelo óxido de azoto;
  • Evite lavar o automóvel com mangueira. Use antes um balde e uma esponja ou leve-o a uma estação de serviço. Calcula-se que, ao utilizar mangueira, gastará cerca de 570 litros de água; se utilizar a esponja, apenas gastará 57;
  • Mantenha os travões devidamente ajustados. Maus travões podem roubar eficiência quanto ao combustível.
  • Poupe combustível evitando a condução nervosa e as acelerações bruscas;
  • Mantenha uma velocidade constante: acelerações e travagens repetidas requerem muita energia, logo, muito combustível. Conduzindo a uma velocidade constante o consumo de combustível é reduzido, já que as acelerações desnecessárias gastam grande quantidade de combustível. Antecipar o fluxo do tráfego previne travagens e acelerações bruscas, permitindo-lhe manter uma velocidade mais regular.
  • Reduza a velocidade: conduzir depressa implica uma maior utilização de energia: conduzir a 120 km/h aumenta o consumo de combustível por cada quilómetro efectuado em 15% em comparação com uma condução a 100 km/h;
  • Use a mudança mais elevada possível: uma parte da potência do motor é perdida devido à fricção interna. Estas perdas aumentam com a velocidade do motor, mas podem ser limitadas reduzindo as rotações e assim, o consumo de combustível;
  • Manutenção: a manutenção é essencial para garantir as características de rendimento do seu automóvel, para isso, respeite as recomendações constantes no manual do veículo. Por exemplo, o aumento da resistência à rodagem dos pneus por causa de suspensão desalinhada, também aumenta o consumo. Faça o alinhamento do conjunto suspensão/direcção a cada 10 000 km.
  • Visite uma oficina regularmente e verifique a emissão de fumo que sai do veículo.
  • Modere a utilização do ar condicionado: a utilização de ar condicionado aumenta consideravelmente o consumo de combustível. Sempre que possível, abra as janelas. No entanto, se conduzir acima dos 80 km/h é preferível utilizar o ar condicionado a abrir a janelas, já que os remoinhos de vento aumentam ainda mais o consumo.
  • Não compre um automóvel maior do que as suas necessidades. Automóveis mais pesados utilizam até 50 % mais combustível do que os modelos mais leves;
  • Procure ter o seu carro sempre bem afinado, pois é a maneira mais fácil de o fazer poupar gasolina;
  • Segurança e Saúde: a eco-condução também contribui para uma maior segurança na estrada.
publicado por p3es às 10:21 link do post | comentar | favorito